Campanha de incentivo à doação de medula é apoiada e fomentada pelo MPC e pelo TCE em Rondônia

A ação decorre do acordo de cooperação assinado pelo MPC e pelo TCE, com a Fhemeron, e com a participação ainda do Ministério Público do Trabalho (MPT), do Ministério Público Estadual (MP-RO) e da Secretaria Estadual de Saúde (SESAU)

Tendo em vista a mobilização estadual em favor do incentivo à doação de medula óssea, o Ministério Público de Contas (MPC-RO) e o Tribunal de Contas (MPC-RO) abraçaram a causa, fomentando campanha específica junto aos seus agentes públicos, assim como a sociedade em geral.

A ação decorre do acordo de cooperação assinado pelo MPC e pelo TCE, com a Fundação de Hematologia e Hemoterapia de Rondônia (Fhemeron). Também assinaram o documento o Ministério Público do Trabalho (MPT), o Ministério Público Estadual (MP-RO) e a Secretaria Estadual de Saúde (SESAU).

O objetivo é conscientizar a população sobre a importância da doação de medula óssea para pacientes com doenças que afetam as células do sangue, como leucemias, anemia aplástica e linfomas, buscando fomentar o aumento e a atualização do cadastro de voluntários.

COMO SER DOADOR?

De acordo com a Fhemeron, os requisitos para fazer a doação de medula óssea são relativamente simples: é preciso ter entre 18 e 34 anos, estar em bom estado geral de saúde, não ter doenças infecciosas ou incapacitantes, câncer ou doenças hematológicas (do sangue) ou do sistema imunológico.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Fechar